O mesmo de sempre

19:46




- Um galão morno e um queque simples se faz favor.
- É para já.
- Obrigado.

- Pedido do costume, estou a ver.



Eras tu. Claro que eras tu, és sempre tu. Mesmo sítio, mesma hora.

Sabes, sempre gostei desses teus olhos castanhos que me fazem lembrar o campo e a liberdade que sempre senti em mim.


- E este senhor paga! - acrescentei para a empregada.”

Carolina C.


You Might Also Like

0 Storms

Mensagens populares