Chego.

17:39


Chego ainda marcada pelos teus beijos tóxicos e o teu abraço agridoce.
Não sei mais o que sentir pois sei que não és verdadeiro mas não me consigo afastar.
És como uma droga e já estou viciada.
Chego, ainda com uma decisão por tomar.
Não consigo ir mas não quero ficar.
Odeio-te tanto mas não te consigo odiar.
Sei que não sentes nada mais por mim mas volto sempre a cair nos teus braços.
Fazes de mim o que queres e apenas quando queres, é mais que razão para ir embora.
Porque é que não consigo ir embora?
Estou quase lá quando estás dias e dias sem me atenderes o telefone e, quando estou pronta a desistir, apareces aqui com frases feitas e carícias fazendo-me ficar por mais um pouco, apenas para me largares outra vez dias depois.
Estou farta desta roda viva de só existir para ti quando precisas.
Porque é que não consigo ir embora?
Porque é que não posso simplesmente ignorar-te até que desistas?
Porque sei que não te importarias nem um bocadinho e desistias ao segundo toque.
Por isso, chego, hoje, ainda marcada pelos teus beijos tóxicos e o teu abraço agridoce sabendo que vais estar mais uma semana, ou duas quem sabe, sem te importares comigo e eu, mais uma vez, com uma decisão por tomar.

Carolina C.

You Might Also Like

0 Storms

Mensagens populares